Papel de parede é capaz de bloquear sinal da rede Wi-Fi

Se você quer impedir, de uma vez por todas, que o seu vizinho acesse a sua rede Wi-Fi em casa, a solução acaba de ser anunciada. Um papel de parede que chegará ao mercado nos próximos meses promete bloquear o sinal das redes sem fio de uma residência, impedindo que ele seja detectado por outros dispositivos do lado de fora.

O produto tem as mesmas características de um papel de parede comum. A diferença está nos pequenos cristais de prata contidos nele, que são os responsáveis pelo bloqueio do sinal Wi-Fi. Pelo posicionamento natural das paredes, o sinal da rede sem fio ficará “aprisionado” na casa, e você não detectará a rede dos seus vizinhos, nem ele a sua.

Os papéis de parede serão comercializados com “padrões de frequência pré-definidos”, compatíveis com a maioria das redes Wi-Fi caseiras (2,4 GHz e 5 GHz), e serão fabricados de modo que não afete o desempenho dos celulares. Por outro lado, os telefones sem fio no padrão DECT podem perder desempenho, por causa da proximidade das frequências utilizadas entre esses aparelhos e os roteadores. Além disso, o desenvolvedor declarou que também possui tecnologia para fabricar papéis de parede bloqueadores de sinais de celulares.

Para aqueles que querem manter o padrão estético da residência e não imaginam ver a casa toda com esse tipo de papel de parede, o criador afirma que o desempenho do bloqueador não é afetado se você pintar o papel com tinta, ou inserir outro papel de parede por cima.

Vale alertar que, na prática, o papel de parede não é capaz de bloquear o sinal por completo. Como a maioria dos roteadores emitem o sinal uniformemente em todas as direções, seria necessário revestir o teto, o chão e também as janelas para que o bloqueio fosse completo. Mas não se preocupe: o fabricante já está pensando nisso, e informa que está desenvolvendo um “papel especial” transparente, para piso e janelas.

Via Gizmologia.

As suas senhas são fortes o suficiente?

Se você quisesse esconder dinheiro, você deixaria um papelzinho amarelo brilhante preso na base do seu teclado, com instruções de como achar o dinheiro? E que tal em cima do seu monitor? Ou debaixo do seu telefone?

É claro que não. Mas o fato é que um número surpreendente de pessoas anota suas senhas e as mantém exatamente nesses lugares mais óbvios, esperando que o primeiro ladrão que aparecer as encontre. Fazemos isso porque é difícil lembrar todas as senhas que temos, o que só piora no caso daquelas que mudam todos os meses. Então, é claro, nós as anotamos em pedaços de papel e temos que nos lembrar de onde os guardamos.
Os 6 lugares mais populares (e, assim, os piores) para esconder senhas

A pior coisa que você pode fazer, em termos de segurança, é anotar suas senhas e guardá-las em algum lugar debaixo da sua mesa ou da cadeira. Mas muita gente faz isso! Estes são os lugares mais populares:

  • Embaixo do teclado
  • Embaixo do mouse pad
  • Embaixo do telefone
  • Embaixo da mesa
  • No monitor
  • Na primeira gaveta

A melhor memória é aquela na sua cabeça

Qualquer um que trabalhe em segurança de TI vai dizer isto: nenhuma senha é 100% segura, mas o melhor lugar para guardá-las é na sua cabeça – memorize-as. Então, o que você tem que fazer é criar senhas fortes que você não vai esquecer.

E este é o problema: a maioria das pessoas tem medo de que, a menos que suas senhas sejam curtas e simples, eles as esquecerão. Eles escolhem seus próprios nomes ou os nomes de seus filhos; seus endereços; seus aniversários; sequências comuns de números, como 88888888 – e usam uma senha só para tudo, para todas as contas online. (Isso obviamente não é uma boa ideia, pois, se um hacker conseguir sua senha, tentará usá-la em todas as contas.) Erroneamente, eles acham que não são importantes o suficiente para que os hackers queiram suas informações, não percebendo que os cibercriminosos são implacáveis: eles irão pegar tudo o que quiserem, independente de quem você é; em alguns segundos, eles podem roubar sua identidade, seu dinheiro e sua reputação.

E isso é bem fácil para eles. Um “adivinhador de senhas” disponível comumente, por exemplo, pode descobrir 24% das senhas usando apenas 100.000 combinações e pode testar centenas de milhares de senhas em apenas UM SEGUNDO.

Suas senhas são fortes o bastante? Teste-as aqui, na Central de Proteção e Segurança Microsoft.

Dicas úteis para ajudar você a criar senhas ultrasseguras

  1. Sua senha deve ser longa e complexa. A Microsoft recomenda que a senha tenha 14 caracteres, pelo menos. Misture letras maiúsculas e minúsculas, números e pontuação. Quanto maior a variedade, melhor.
  2. 2. Não use palavras inteiras que aparecem no dicionário (em qualquer idioma), mesmo de trás para frente ou abreviadas, ou sequências comuns de números.

3. Não use aniversários ou números de passaporte, seus ou de alguém da sua família.

4. Um bom método é escrever uma sentença inteira – mas em código. Funciona assim:

  • Escolha uma frase que tenha um significado para você e que você não vá esquecer – por exemplo, “eu quero ir para casa às 5 horas da tarde”.
  • Transforme a frase em uma série de letras, usando a primeira letra de cada palavra: “eqipca5hdt”.
  • Coloque algumas das letras (por exemplo, as da primeira metade do alfabeto) em maiúsculas: “EqIpCA5HDt”.
  • Digite uma letra como o “E” como um número: “3qIpCA5HDt”.
  • Use @ em vez de “A”: “3qIpC@5HDt”.
  • Coloque mais dois números de que você irá se lembrar no meio: “3qIpC@195HDt”.
  • Coloque pontuação: “3qIpC@19??5HDt” (14 caracteres)

Como memorizar senhas

Um pesquisa de 2007 com 3.000 pessoas[1] mostrou que um terço dos participantes com menos de 30 anos não conseguiam se lembrar de seus próprios números de telefone. Não resta dúvida do porquê de acabarmos anotando nossas senhas nos monitores! Nós simplesmente nos tornamos muito dependentes de acesso rápido à tecnologia. Infelizmente, não existe uma solução simples: se você quiser se lembrar de suas senhas, terá que treinar sua memória.

Mas, se você tiver muitas senhas para lembrar, uma coisa que você pode fazer é manter a “sentença” da senha igual e adicionar três letras do nome do site – por exemplo, “3qIpC@19??5HDtYaH” (Yahoo!) ou “3qIpC@19??5HDtFaC” (Facebook) ou “3qIpC@19??5HDtBaN” (banco).

Fácil para você; difícil para os hackers. A Verificação de Senha da Microsoft considerou “Fortes” as senhas que criamos acima. Provavelmente, você pode fazer ainda melhor.

[1] Ian Robertson, Professor de Psicologia do Instituto de Neurociência e Escola de Psicologia do Trinity College em Dublin, Irlanda

Câmera espiã escondida em um inocente carregador

Vai ser praticamente impossível alguém desconfiar que está sendo filmado se a câmera espiã estiver escondida em um carregador de bateria – e, se desconfiar, você sempre pode alegar paranóia mesmo!

Pois essa câmera se aproveita da inocência do carregador para gravar até 32 horas de vídeo em seu cartão de 4GB de memória. O mais legal é que você nunca vai desperdiçar tempo de filmagem, pois ele possui um sensor de movimentos (ela só vai começar a gravar se alguém se movimentar no ambiente).

By-TecnoTrekos

O dia do Backup – A história do procedimento e como fazer o seu

Data comemorativa é algo que, definitivamente, não falta. Dia internacional da Língua Materna (12 de março), Dia Nacional do Cego (26 de julho), Dia do Armistício (11 de novembro)… A lista é extensa, e quando cruzamos isto com a cultura nerd, sugem o dia do Π (ou se preferir, do Pi) e datas como o Dia do Orgulho Nerd, comemorado em 25 de maio (data da première do primeiro filme da série Star Wars).
No dia 25 é celebrado, também, o Dia da Toalha. “Selo Nerd de Qualidade” para quem souber o porquê (e se não souber, tudo bem, não entre em
pânico).

Agora, se você cruzar datas comemorativas com nerds e com um pouco de auto-ajuda, temos o Dia Mundial do Backup, uma data criada para lembrar as pessoas da importância de tornar seus arquivos mais estimados “redundantes no mundo”. A ideia, que surgiu no Reddit, ganhou força, e hoje tem até site oficial: http://www.worldbackupday.net/.

Inspirados por este objetivo nobre,o site Adrenaline decidiu criar uma coluna em homenagem a este dia, que ocorreu nesta quinta-feira (31/03). Afinal, mesmo que a “comemoração” já tenha  passado, todo dia é dia de fazer backup, não é mesmo? Vamos, então, dar uma volta pela história dos backups (ou, pelo menos, as partes que alguém fez cópia para a posteridade) e também falar um pouco das opções para quem quer fazer cópias de segurança dos conteúdos importantes de seu computador.

 

Perdeu a chave do carro?

Uma ótima notícia para chaveiros (ou ladrões de carro): Acaba de surgir um dispositivo que promete facilitar a criação de “chaves de backup” para automóveis.

Trata-se da Electronic Key, que funciona da seguinte maneira: O usuário insere a ponta metálica na fechadura da porta e então o aparelho faz uma análise das travas, transmitindo a um computador via USB a informação necessária para que uma chave perfeita seja feita.

Até o momento, o aparelho só funciona em carros da Ford com fechaduras mais simples, mas o plano é expandir a “cobertura”. A venda da Electronic Key será feita somente para chaveiros ou empresas de segurança. Aham…

Cuidado com o Crack

Até parece muito fácil baixar um programa da internet, vem tudo certinho zipado e com CRACK. E se por ventura ainda alguém não sabe o que é um crack de um programa, ele é um arquivo feito para quebrar a proteção de segurança de um software. “deixar o programa ativado como se fosse original”. O primeiro problema é uso ilegal do software, e o segundo é que na maioria dos CRACKs você instala algum tipo de vírus no seu PC, seja ele um TROJAN, ROOTKIT, e outras pragas. Então tenha cuidado, pois os antivírus raramente pegam rootkit e vírus que você mesmo instala.

Dicas:

  • Use versões freeware.
  • Coloque o mínimo possível de programas no seu PC, assim você terá um PC mais rápido.
  • Caso use profissionalmente algum programa, compre-o.
  • Se for usar pouco use a versão Trial 30 dias teste, e baixe direto do site do fabricante.

By- Guanabara

Arma só funciona com o seu dono

Tecnologia e indústria de armas sempre estiveram ligadas. Mas agora a intenção é dar mais segurança, não mais violência. A nova Armatix .22 vem um relógio para quem for usar a pistola, que só irá disparar se a pessoa estiver usando o acessório. Na mão certa, uma luz de LED verde indica que o tiro é permitido. Se estiver vermelho, não há muito o que fazer…

A idéia é fazer uma trava para a arma não ser utilizada pelo policial ou cidadão responsável por ela, o que é bem pensado…